Reuniões na Barra geram R$ 15 milhões em negócios

Profissionais liberais, autônomos e líderes de empresas de todos os portes se reúnem na Barra / Foto: Humberto França/Divulgação

Um curioso encontro de negócios semanal chama atenção dos empresários e empreendedores da Barra da Tijuca.

Com mais de R$ 15 milhões gerados em apenas três anos na região, os encontros realizados pelo Business Network International (BNI) são feitos a partir das 6h da manhã, na área de convenções do Centro Empresarial Mario Henrique Simonsen.

Tamanha singularidade e potencial de negócios desperta curiosidade a interessados de todo o Rio de Janeiro. Ansiosos, representantes de dezenas de empresas buscam abocanhar mais de 50 mil indicações para trabalhos e projetos fomentados por lá desde 2016.

A missão “de batismo” não é para amadores. Além de chegar bem cedo para garantir sua vaga, é preciso assistir uma breve apresentação do grupo e depois se apresentar em apenas 30 segundos à uma dezenas de homens e mulheres de negócios da cidade.

A fórmula é repetida desde 1984 quando o Ivan Misner, fundador do BNI, passava por uma crise financeira. Obstinado a prosperar, decidiu reinventar a maneira de prospectar.

Buscou auxilio em sua rede de relacionamentos e desenvolveu este projeto capaz de gerar um marketing de “boca-a-boca” organizado.

Português radicado no Brasil representa o grupo de networking na Barra / Foto: Allê Vidal/Divulgação

“Cultivamos relacionamentos positivos e solidários. Isso é o torna o BNI tão forte e eficaz. Cada equipe tem um Diretor, que é o responsável por zelar que ela cresça de forma controlada e sustentável. Por isso, o foco das reuniões semanais são para celebrar as contribuições de cada um ao longo da semana anterior e preparar a equipe para gerar referências (qualificadas) na semana seguinte”, explica Afonso Vilas-Boas, Diretor Consultor do grupo BNI Respeito.

O português radicado no Brasil atribui o volume de negócios milionário da Barra da Tijuca ao desejo por construir relacionamentos realmente significativos.

E, para que isso aconteça, é montada uma organização colaborativa. Os integrantes do BNI ocupam, sem receber, os cargos de presidente, vice presidente e secretário-tesoureiro do grupo local.

Na opinião de Vilas-Boas isso facilita o bom funcionamento das reuniões, gera credibilidade entre os participantes, proporciona um ambiente de negócios saudável e eleva a confiança no convívio dos presentes.

Público diversificado

A estrutura dá certo há 35 anos. A proposta de Misner já está presente em 73 países. Na Barra há apenas 3 anos, os encontros costumam reunir mais de 40 participantes, entre profissionais liberais, autônomos e empresas de todos os portes.

“Conseguimos ter resultados expressivos por meio das referências dos outros membros. É um produto muito sério no qual o compromisso faz com que tenhamos resultados expressivos. Na última semana alcançamos a marca expressiva de 4 milhões de reais (em apenas dez meses de reuniões)”, comemora Janssen Silva, proprietário da empresa de viagens Curtir Viagens e membro do grupo desde 2017.

Jansen se desloca de Vila da Penha para colher oportunidades na Barra da Tijuca. Ele avalia que o principal diferencial das reuniões de negócios na sua vida são a seriedade dos participantes.

É como pensa Beth Godoy, profissional especializada em coach de vida. Moradora do Recreio dos Bandeirantes, ela frequenta as reuniões na Barra desde novembro passado.

A criadora do Beth Godoy Life Coaching se diz animada a “madrugar” na sexta pela manhã após constatar uma nova postura profissional e no contato com o público com apenas três meses dentro das reuniões.

“Firmei parcerias que não imaginava antes. Já comecei a atender clientes oriundos da indicação de colegas de grupo. Depois que você constrói a sua imagem junto ao grupo, eles passam a perceber como você trabalha, os frutos dos seus trabalhos e seus resultados. Logo você começa a receber referências, e eu agora estou começando a receber os clientes indicados pelos amigos do grupo”, comemora.

Se depender do ânimo dos participantes os contatos só tendem a expandir. O BNI já prepara a formação de dois novos grupos, o “BNI WINNERS” e o “BNI ALEGRIA”.

Como aderir

Para visitar é preciso apenas fazer uma inscrição no site (http://bnirio.com.br/pt-BR/howtojoin) e pagar uma taxa de R$ 40 pelo café da manhã.

Há condições especiais para quem desejar fazer parte fixa do grupo. A perspectiva é que até o segundo semestre de 2019 venham 700 membros da organização BNI na Cidade do Rio de Janeiro.

Segundo o BNI, networking tem espaço para todos, inclusive os mais tímidos.

“Todos estamos preparados para receber e ajudar os nossos visitantes de forma a que vivam a melhor experiência de uma reunião do BNI. Qualquer visitante num grupo do BNI é motivo de celebração, todos os grupos do BNI estão preparados para receber da melhor forma qualquer pessoa que tenha interesse em conhecer a nossa organização.”