Gestação Saudável com Yoga

A gestação é o acontecimento natural mais nobre na vida de uma mulher. Apesar disso, nesta fase, ela fica sempre mais ansiosa, pois é um período em que não somente seu organismo passa por várias modificações mas também a sua mente. Sabemos que essas modificações podem provocar alguns transtornos físicos (circulatórios, digestivos, anatômicos, cefaléias, etc.), e que, para se evitar todas essas perturbações, a gestante precisa ter uma vida o mais tranqüila possível. Do ponto de vista médico, as orientações e o acompanhamento recebidos são fundamentais nesse processo milagroso de continuidade da Vida. Mas, o cuidado com o corpo também deve ser uma constante para a gestante.

A gravidez pode dar à mulher a oportunidade de conhecer o seu corpo e desenvolver a sua própria receptividade através das sensações novas que passará a sentir. É um momento oportuno para a mulher se aproximar de si mesma, pois o fato de estar carregando em seu ventre, durante vinte e quatro horas por dia, um novo Ser que se forma mais completo a cada dia, pode servir de grande motivação para se entrar em contato com a Essência Divina. Sinto esse momento como uma das maiores oportunidades para se testemunhar a presença Divina em nosso próprio Ser. E essa é a maior busca do caminho do Yoga.

bebe1

Quando praticamos yoga, desenvolvemos nossos corpos físicos e treinamos nossas mentes através da execução dos asanas (posturas psicofísicas), da prática de meditação, dos cânticos de mantras, estudando os textos sagrados, etc. Tudo isso com o objetivo Maior de nos sentirmos plenos, reconhecermos que somos Divinos. E, com a possibilidade de “criarmos” um novo Ser, esse caminho torna-se muito mais evidente.

Não existe Yoga para Gestantes, pois as posturas dessa prática milenar são únicas e para todos, mas, por possuírem inúmeras variações são facilmente adaptáveis às diferentes necessidades dos praticantes. Portanto, a essa seleção de posturas que se destina a proporcionar bem-estar físico e emocional às mulheres gestantes damos o nome de Yoga Para Gestantes. E os benefícios desse trabalho na gestação são incontáveis.

Quando a gestante realiza os pranayamas (exercícios respiratórios específicos) durante uma aula ela não somente oxigena melhor todo seu corpo e seu bebê, mas também abastece ambos de muita energia vital. Isso é possível porque o trabalho respiratório, além de ser realizado com a Consciência, segue parâmetros desenvolvidos com a clareza da verdadeira Sabedoria e, por isso, têm sido preservados há milhares de anos. Ao respirar corretamente e com qualidade, a gestante terá autocontrole de suas emoções, o que será extremamente útil no momento de dar à Luz.

A prática das posturas por sua vez é de extrema importância no combate às dores nas costas tão comuns nesse período de vida das mulheres. A lordose da grávida, ocasionada pelo aumento progressivo dos seios e barriga, é o principal motivo dessas dores incômodas. Não é pequeno o acervo de posturas que trabalham a abertura pélvica e o alongamento e fortalecimento da musculatura que sustenta a coluna vertebral. E uma boa postura física é fundamental não somente para o corpo físico, mas também para o corpo energético. É pela coluna vertebral que circula a energia de kundalini (energia adormecida na base da coluna e que precisa ser distribuída para todos os centros de energéticos (cakras) superiores, que seguem pela coluna até o alto da cabeça.  Essa ativação da kundalini permite que gestante se sinta mais bem-disposta.

Outro ponto precioso desse trabalho é o fortalecimento do assoalho pélvico. O assoalho pélvico é constituído por treze músculos auxiliados por fáscias e ligamentos (que funcionam como elásticos biológicos) localizados no fundo da bacia. Essa musculatura sustenta todo o peso da gravidez e é através da qual o bebê passa num parto natural. As vantagens do trabalho dessa região do corpo da mulher se refletem antes, durante e depois do parto, eliminando as incontinências urinárias (devido ao peso excessivo e conseqüente pressão sobre a bexiga e o períneo) relativamente comuns no terceiro trimestre da gestação; evitando o rompimento (devido à falta de elasticidade) do períneo durante a passagem do bebê e permitindo um retorno mais fácil da musculatura ao seu tônus natural após o parto.

Por fim, ressaltando os benefícios mentais e emocionais, voltamos ao início do assunto chamando a atenção para a importância de um trabalho que leve a gestante à busca do autoconhecimento e ao estabelecimento do contato íntimo com o bebê em seu ventre, o que muitas vezes, em função de uma rotina de vida agitada, não ocorre por falta de tempo. As aulas de yoga servem para que essa gestante possa frear seu ritmo e manter a mente estável e focada na maior Obra de sua existência. Por outro lado, o yoga ajuda a canalizar as emoções tão flutuantes nesses momentos de vida da mulher, por conta da influência de doses cavalares de hormônios produzidos em seu organismo, para a autopercepção da maravilha que é vivenciar o estado de estar gerando um novo Ser!

Namaste,

Glaucia Cantergiani

Professora de Yoga e fisioterapeuta

→Medicos Barra da Tijuca

→Yoga Barra da Tijuca