Memê. Um dos maiores Dj’s e produtor musical do pais.

djmeme1

Nascido e criado no Rio de Janeiro, DJ Memê é conhecido como Top dos Tops DJs de House no País, além de ser o mais bem sucedido DJ/Produtor e remixer do Brasil até hoje.

Memê começou aos 11 anos de idade criando as proprias festinhas, observando profissionais em boates, até que conseguiu passar para o outro lado. Foi DJ de boates chiques na zona sul e ao mesmo tempo bailes de equipes de som no subúrbio. Com o tempo, acabou levando seu som para as FMs cariocas, onde criou programas de mixagem históricos como “A FESTA DA CIDADE” ,na rádio CIDADE FM , “RPC MEGAMIX”, na rádio RPC FM e, recentemente, PARADISO OPEN HOUSE, na rádio Paradiso FM.

Mas foi em 96 que o grande boom internacional aconteceu. Seu remix para a estreante SHAKIRA, fez tanto sucesso no exterior, que estourou a artista internacionalmente, responsabilizando Memê pelo primeiro sucesso da cantora, segundo a revista americana BILLBOARD MAGAZINE. Depois disso, não parou mais! Acabou trabalhando também para Mariah Carey, Des”™ree , Gloria Estefan, Dido e Toni Braxton, entre outros.

meme

Entrevista por: Celso Fortes

O que levou a escolher sua profissão?

Foi ela quem me escolheu, e nao eu. Lembro bem de aos 12 anos, enquanto eu já tocava em festinhas dos amigos, eu ficava pensando no que eu ia ser na vida. Ali, eu ja estava “sendo”. rsrs

As maiores dificuldades no início?

Apenas a compra de discos, pois como todos tinham que ser importados e não haviam muitas importadoras no Rio, era preciso ameaçar e disputar à tapa cada disco com os outros DJs para poder ficar com aquela (as vezes) única cópia que chegava.

As facilidades?

A única facilidade, perante a maior dificuldade que era conseguir musicas, estava no prazer que eu tinha nisso tudo. Nada era chato. Nada parecia longe.Nada era penoso. Para mim, isso ainda é assim.

As maiores lembranças do início de tudo?

Os bons amigos que fiz por causa da música. Estão todos ai ate hoje. As festas que eram meio roubadas. Algumas bem longe, outras sem equipamento, mas era tudo engraçado,e a gente já se divertia muito.

O que você gostaria de saber na época que agora sabe?

Que o importante, o que traz longevidade, o que faz vc ser alguem nesse meio tão inflacionado de DJs, é a musica que vc toca e faz. Ela é que vai fazer o diferencial, e não o glamour que cerca a profissão.

O relacionamento entre profissionais como você, existe uma união?

A não ser em casos raros e isolados, DJs não se unem 100%, a menos que o interesse seja comum, mas nunca é pela classe, e sim por si proprio. DJ é um bicho que já nasce isolando-se. Ele é rei em seu quarto, sozinho nos comandos do equipamento e muitas vezes na cabine. A musica serve para aproxima-lo dos outros, e por toda essa caracteristica solitária, ele acaba se tornando DJ. Essa realidade é dura e parece cruel…mas é fato ! Desafio alguem a argumentar o contrário.

Primeiro passo para se tornar um profissional como você?

Sei que construo dia-a-dia uma carreira brilhante. Não tenho nenhuma vergonha de admitir isso. Atravesso gerações como se renascesse das cinzas do ultimo estagio de sucesso que atingi como DJ. Seja pós-remix estourado, seja pós-disco de sucesso que produzi, seja pós-musica minha estourada em rádio. Depois da maré passar, eu dou uma descansada, olho em volta e acho alguma coisa para começar novo projeto. A formula pra isso é dificil de botar no papel, mas se há algo que eu realmente nunca deixei de fazer foi ter preguiça, e sempre aprofundar-me no assunto MUSICA. Focando sempre nela, eu entendi melhor o meu papel dentro da cena, e de que maneira posso tambem me utilizar dela pra chegar a algum lugar como DJ e produtor musical.

Formação acadêmica?

De jeito algum. Estudo é bom para ciencias exatas. Arte, a gente desenvolve na prática e na experiencia diária. Dos erros, aparecem as respostas perfeitas para traçar o seu caminho. Quem estuda arte, vira conhecedor. Quem a pratica, vira artista.

Muitos buscam o caminho do descolado de aprender praticando ao invés da formação acadêmica, funciona?

Os seres humanos são muito diferentes entre si,portanto para alguns a formação acadêmica serve. Para mim, nunca funciona. Eu já começo discordando de métodos do professor.rsrsrsr…quando tive trabalho e salário para me manter, tranquei a faculdade de comunicação, que so ia atrapalhar as minhas experiencias. Acho que foi a decisão mais acertada que tomei.

Maior recompensa da profissão?

Ser pago para fazer o que gosto, e ainda viajar o mundo sem gastar nada.

Se não tivesse a atual profissão, o que você seria?

Surfista ou Chef…mas ambos com sucesso…claro!! Conheço a minha dedicação.

Estou começando agora, quero ser um produtor, dj como você. O que você me diria?

Ai, não…mais um ????? Vá ser Chef…ou surfista.

Brincadeira…rsrs…o segredo está na dedicação e no amor pela musica. Vc pode ser um super-marketeiro e achar que todos estão na sua mão porque vc é bom na auto-promoção, mas ser DJ não é isso. DJ feito no marketing, dura apenas o tempo em que a promoção continua.Descansou, acaba. Se vc gosta mesmo de música a ponto de querer mostrá-la para todos mesmo for a do horario de boate, aí a coisa comeca a ficar séria.

Uma dica de um futuro sucesso?

Nao faço idéia.