Um pouco mais sobre…. Julia Melim

juliamelim3

A atriz, apresentadora e produtora concedeu entrevista na Barra da Tijuca | Foto: Fernando Rosenthal

Julia Melim. Se você ainda não conhecia este nome, a partir de 2017 você pode se preparar para viver um verdadeiro processo de overdose. Isso porque a atriz, apresentadora e produtora marcará presença em uma nova série do Netflix, uma comédia de stand up e também lançará um livro sobre os dez anos que trabalhou em Hollywood.

A conversa sobre a sua futura “onipresença” de Julia ocorreu nesta quinta-feira (08/12) no Botto Bar, casa recém aberta no luxuoso Vogue Square da Barra da Tijuca. Entre os deliciosos petiscos do “mix de bolinhos” oferecidos pela casa, Melim contou com exclusividade aos leitores do Barra da Tijuca.com.br que lançará a comédia “A Hora do Brasil” em pleno verão carioca.

– A peça já esteve em cartaz em Nova York e brinca com a forma como os estrangeiros percebem o Brasil e os brasileiros. O show também mexerá, de forma bem humorada, com a nossa política e visão religiosa – diz a atriz.

Julia experimentou os bolinhos do Botto Bar | Foto: Fernando Rosenthal

O bom humor, aliás, é uma das marcas dela. Nascida em Florianópolis e criada na Barra da Tijuca Julia vai debutar no mundo dos escritores em 2017. Lançará o livro “Hollywood Nude”, uma obra baseada na experiência dela no disputado mercado cinematográfico dos Estados Unidos.

Um meio que ela encontrou para oferecer aos atores mais jovens sobre como é a carreira internacional. Algo que ela admite ter sentido falta quando foi realizar o sonho de milhares de pessoas da sua idade.

– Tem muita gente que não percebe o quanto é trabalhoso viver em Hollywood. Muitos focam em conseguir um trabalho e aí quando as pessoas conseguem! Mas elas esquecem que é preciso trabalhar! Muitas pessoas esquecem dessa parte! A pessoa que está na frente da câmera tem que passar por muitas coisas. Mesmo que ela trabalhe fazendo novela na Globo ou na Record, em se tratando de televisão, é preciso saber que eles (atores) chegam lá de 8h da manhã e ficam até 20h, 21h, 22h ou seja, não tem hora para sair. Eles trabalham sexta, sábado e domingo às vezes. E isso em uma cidade como Nova York (ela trabalhou lá), por exemplo, em que todo mundo é dedicado ao trabalho, não existe essas regras de horário de almoço, férias… – desabafa.

Mas não é só de suor que é feita a vida na TV. Também há muito espaço para momentos engraçados. Certa vez Julia foi entrevistar o renomado ator e diretor George Clooney para o programa Hollywood TV – local onde trabalhou por cinco anos. Ao se preparar para a ocasião descobriu, na internet, que o ator e todo o elenco havia comemorado o fim das filmagens nadando nus em um lago na Itália.

– Não resisti e perguntei se aquilo era verdade. Ele ficou sem graça e admitiu: “É verdade…rs, rs. Faz parte do processo de ator!” – lembra aos risos.

A artista também promete escrever em seu livro as saias justas, dos vários momentos de bastidores nos sets de filmagem, os gloriosos tapetes vermelhos e da agitada vida em Los Angeles. Uma estilo que ela parece ter adotado como forma de viver para continuar a brilhar na “Meca” do cinema mundial.

Entre as diversos trabalhos que se envolveu, Julia comemora a produção da primeira série esportiva internacional gravada em seis países. Ela se chama Ultimate Beastmaster e pertence ao Netflix – o serviço de streaming mais famoso do mundo. O material já está pronto e foi feito em diferentes idiomas e reuniu apresentadores e atletas de cada país participante. Estrelas de ação e humor como Sylvester Stallone, Terry Crews, Anderson Silva e Rafinha Bastos também estão no programa que estreia ano que vem.

netflix-1920x1080

O canal de TV por streaming prepara novidades para 2017 | Foto: Divulgação

– Tudo foi gravado simultaneamente nos Estados Unidos, Brasil, Coreia do Sul, México, Alemanha e Japão. Fiquei responsável pela produção aqui no Brasil. Tive o prazer de gravar com figuras como o Rafinha Bastos (apresentador) e o Anderson Silva (ex-lutador e comentarista) – conta.

Ao todo serão dez dez episódios que serão disponibilizados ao mesmo tempo, num lançamento global Netflix. De acordo com a empresa os dez episódios contarão com um total de 108 atletas, 18 de cada país. Cada episódio de uma hora será estrelado por 12 atletas, dois de cada país, que tentarão chegar ao final de um dos mais difíceis circuitos de obstáculos concebidos, “a Besta”.

Ao final de cada episódio, o vencedor ou “Beastmaster” será coroado. No episódio final da temporada, os finalistas dos nove episódios anteriores competirão pelo título de Ultimate Beastmaster. Uma força de vontade e capacidade muito parecida com que Julia Melim carrega consigo. Algo que ela busca ver com leveza para lidar com tudo o que nos cerca.

– A comédia tem sempre um lado diferente. O ator Robin Williams (falecido em 2014) sempre me falava isso. Quando você está lidando com comédia, você está lidando com coisas muito pesadas e você tem que transformar em comédia, algo leve. É para você conseguir lidar com a própria dor. O comediante tem um pouco de escritor, até porque ele está escrevendo as próprias piadas. E, por mais que você esteja no palco, tem aquele momento introspectivo, de você escrever sobre a sua vida de uma forma engraçada. Esta é a maneira (que os comediantes) tem de lidar com a dor, de lidar com a perda ou com outras coisas da vida, como o cotidiano, as críticas e a sociedade. Acho que tem pessoas que traduzem isso melhor com drama, mas existem outras que expressam melhor com a comédia. De todo o jeito isso não deixa de ser uma forma de você lidar com isso.

Confira a entrevista exclusiva com o cantor Nando Reis

Já viu a conversa que levamos com o subprefeito da Barra?

Saiba de todas as Novidades da Barra da Tijuca

*Entrevista feita por Fernando Rosenthal