Al Pacino

al_pacino

Nome completo: Alfredo James Pacino

Data de Nascimento: 25 de Abril de 1940
Profissão: Ator

Al Pacino é nativo de Nova Iorque. Estabeleceu sua carreira durante os anos 70 e se tornou ícone de filmes americanos. Tendo feito muitas peças acabou ganhando o Prêmio Tony por “Does the Tiger Wear a Necktie?”.

Seus filmes iniciais não foram de grande sucesso mas suas performances lhe renderam respeito, Ele fez um viciado em “Os Viciados” depois de ter estreado em “Me, Natalie” e em seguida sua vida mudou para sempre.

Michael Corleone, interpretado por ele em “O Poderoso Chefão” lhe rendeu tudo de melhor para sua carreira, tirando o papel das mãos de vários grandes atores da época como: Robert Redford, Robert DeNiro, Warren Beaty e até Jack Nicholson. Apenas Coppola queria Pacino, todo o resto da produção preferia qualquer outro ator, mas o diretor via algo em Al Pacino. Ele atuou com medo de não alcançar as expectativas de Coppola durante todo o filme, mas o resultado não podia ter sido melhor, ele foi indicado ao seu primeiro Oscar de Ator Coadjuvante.

Depois disso Pacino se enfiou em dramas maiores e mais difíceis como “Serpico” e “Um Dia de Cão” e foi indicado a três Oscars consecutivos de Melhor Ator. Ele deu uma vacilada com “Bobby Deerfield” mas ganhou de novo prestígio com “Justiça Para Todos”, no qual ele recebeu outra indicação ao Oscar de Melhor Ator. Dois vacilos consecutivos após esta indicação o levaram a escolher outro papel de gangster e “Scarface” foi a solução que o levou de novo ao topo. Logo após tal feito, veio “Revolution”, um erro monumental. Nesta época Pacino sofreu com uma terrível Pneumonia.

“Vítimas de uma Paixão” marca a volta e uma segunda fase na carreira de Al Pacino onde ele tem olhos pretos como de coruja e voz grave. Voltando então as origens ele fez “O Poderoso Chefão III” e ganhou vários aplausos com seu primeiro papel na comédia “Dick Tracy”, o que lhe rendeu outra indicação ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e dois anos depois viria outra indicação por “O Sucesso a Qualquer Preço”.

Ele então partiu para o romance com “Frankie e Johnny”, e foi aí onde ele finalmente ganhou o Oscar de Melhor Ator por sua performance em “Perfume de Mulher” onde ele fazia o papel de um cego. De lá pra cá tudo se tornou maravilhas na carreira de Pacino e ele se viu mais livre para fazer os papéis que queria. Em “Pagamente Final” ele fez outro perfeito filme sobre gângsters assim como o drama épico sobre crimes, “Fogo Contra Fogo”. Na cadeira de diretor ele fez uma adaptação de um clássico de Shakespeare que teve o nome “Ricardo III – Um Ensaio”.

“City Hall – Conspiração no Alto Escalão”, “Donnie Barsco” e “Advogado do Diabo” saíram no período de Ricardo III. Seus próximos filmes foram “O Informante” e “Um Domingo Qualquer” onde ele se junta novamente a Michael Mann (Fogo Contra Fogo) e também a Oliver Stone.

Pacino nunca se casou, mas tem uma filha com a atriz Jan Tarrant, chamada Julie Marie e gêmeos com sua namorada de muito tempo Beverly D\’Angelo. Sua vida amorosa inclui um longo relacionamento com Diane Keaton.

Pacino foi preso em Janeiro de 1961 por porte ilegal de arma.

Seu processo de atuação é original e se tornou referência para muitos outros atores. Seus papéis se tornaram clássicos e fizeram dele um lenda entre as estrelas de Hollywood e os aspirantes ao mesmo.