Anuncie seu imóvel: é grátis

Procaina

O tratamento com procaína  ganhou força na mídia, e hoje já é utilizadas por muitas pessoas. Além de retardar o envelhecimento, o GH3 ou a procaína, promete equilíbrio nos sistemas corporais, melhora na circulação sangüínea e combate à depressão, alem de melhorar o estado geral do corpo.
Eduardo Gomes e Azevedo, medico geriatra trabalha com o GH3 há 27 anos, sendo inclusive usuário da procaina. Ele alertou que o medicamento não faz milagres, apenas tem eficácia se utilizado num tratamento multidisciplinar. Eduardo Gomes de Azevedo diz que a procaína é somada ao metabissulfito de potássio, fosfato bissódico e ácido benzóico, diferente da procaína utilizada como anestésico. “Quando no organismo, a procaína benzóica se metaboliza, transformando-se no ácido para-amino-benzóico e no dietil-etanol-amino. Esses elementos são os que agem contra a depressão e o envelhecimento” contou.
Eduardo Gomes de Azevedo também  ressalta que a procaina não é um produto milagroso, só tendo efeito em tratamento combinado. “Os pacientes têm uma orientação alimentar baseada no tipo sanguíneo. Há a suplementação de vitaminas e principalmente minerais. Outra recomendação é a prática de exercícios físicos, como a musculação”, explicou.
O médico Eduardo Gomes de Azevedo disse que mais de 25 mil trabalhos científicos sobre a eficácia do medicamento já foram publicados no mundo. “Ele é utilizado desde a década de 60, inicialmente na Romênia. No Brasil mais de 100 mil pacientes já fizeram o tratamento. O primeiro brasileiro a usá-la foi o presidente Juscelino Kubitschek, seguido pelo jornalista Roberto Marinho”.

Compartilhe

Você tem Facebook? Faça parte do Busca Bairro Barra da Tijuca

Deixe seu comentário:

Conteúdo relacionado